Fernand Jouteux: o maestro de chapéu de couro e sua "bela aliança" com Garanhuns - Igor Cardoso Ver maior

Fernand Jouteux: o maestro de chapéu de couro e sua "bela aliança" com Garanhuns - Igor Cardoso

ISBN 978-85-8394-025-8

Produto novo

Aviso: Últimas unidades!

R$ 50,00

Mais informações

Fernand Jouteux saltou do navio com o coração na mão, beijou a terra que seria sua segunda pátria e pôs-se a buscar amarras com que prendesse seus sonhos esvoaçantes... Não era um estrangeiro comum e, por isso, não se deixou ficar no litoral, mais perto de sua França distante. Meteu-se interior de Pernambuco adentro, fez-se fazendeiro em Garanhuns, conviveu com a gente simples, perscrutou seu coração.
Sonhava fixar, em uma grande ópera, suas impressões do homem e da terra do Brasil. Procurou um tema, e esse logo lhe ocorreu ao contemplar, do alto de Belo Monte, os restos da demoníaca Canudos. Por entre os destroços da Cidade Santa, sentiu a presença de Antônio Conselheiro, que ele haveria de reconquistar para nossa história.
Fernand Jouteux quis fazer dessa ópera sua mensagem de gratidão ao Brasil, que o acolheu como a um filho. A verdade, porém, é que a dívida maior é a de nossa terra para com o maestro, porque, de fato, poucos brasileiros têm feito pelo seu país o que fez esse misterioso iluminado, cuja música é uma quente exaltação de nossa terra, de nossa arte, de nosso destino...

Este livro é fruto de um trabalho do jovem Ígor Cardoso. Pesquisa realizada com afinco e rara dedicação. Ígor, com algumas outras pessoas com ideais e realizações, fundou o Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns (IHGG) no recente ano de 2012.
Este livro é o primeiro fruto. Descreve a figura aventureira, ousada, do Maestro de Chapéu de Couro, o francês Fernand Jouteux.
Tudo, nos dois, é admirável: no maestro e no escritor-pesquisador. No primeiro, pelas idas e vindas Brasil afora, seguindo as pegadas e diligências de M. Jouteux na saga por realizar seu sonho: ver/ouvir sua ópera O Sertão em palco brasileiro. O segundo, como um Galgo de Deus, buscando escrever a história, contar-nos que M. Jouteux viveu em Garanhuns. Encantou-se pelo clima, pela cidade. Participou, com suas composições, de festas religiosas e profanas. Encheu de música – sua música – o lugar e o povo.
De tudo isso Garanhuns não sabia. Tudo isso Ígor oferece-nos. E, com os dois, aprendemos: Tudo o que é bom e belo, forte e profundo, a gente obtém ao lançar-se na caminhada, na luta persistente pelo primeiro passo dado.
Em português puro e simples, correto, o autor desvenda-nos uma bela página, até então oculta, da História de Garanhuns.
Parabéns a Garanhuns por ter um filho digno da altitude e da grandeza da cidade. Que Garanhuns, ao ler O Maestro de Chapéu de Couro, reencontre-se com sua vocação pela Cultura. AD ALTIORA TENDERE!

Luzinette Laporte

Sobre o autor:

Ígor Cardoso nasceu em Garanhuns, na noite do dia 04 de agosto de 1987, na Av. Simoa Gomes, divisando o Parque dos Eucaliptos. No Relógio de Flores, os ponteiros, encobertos pela fugidia neblina invernal, assinalavam as dez horas em ponto. No Alto do Magano, por sua vez, a temperatura dificilmente vencia os 16, 17ºC. Formado em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e servidor do Ministério Público estadual (MPPE), é, ademais, associado do Centro de Estudos de História Municipal (CEHM), da Agência CONDEPE/FIDEM do Governo de Pernambuco, e sócio-fundador do Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns (IHGG). Fernand Jouteux: O Maestro de Chapéu de Couro e sua “Bela Aliança” com Garanhuns é sua obra de estreia acerca do passado da querida terra natal.

Comentários

Escrever uma avaliação

Fernand Jouteux: o maestro de chapéu de couro e sua "bela aliança" com Garanhuns - Igor Cardoso

Fernand Jouteux: o maestro de chapéu de couro e sua "bela aliança" com Garanhuns - Igor Cardoso