A Eclosão da Solidão - Adolfo Amair Ver maior

A Eclosão da Solidão - Adolfo Amair

Produto novo

A ECLOSÃO DA SOLIDÃO é um conjunto de poemas eruditos que abordam temas extremamente relevantes como: Amor, Vida, Morte, Dor, Medo e Solidão. Usando sempre um Linguajar rebuscado e um alto nível de cultura, permitindo ao leitor mergulhar profundamente nas águas deste oceano poético.
O autor descreve cada poema usando os mais vívidos e singelos sentimentos, expelidos do jardim de sua alma. 

Mais detalhes

R$ 30,00

Mais informações

Sobre o Livro:

O livro A ECLOSÃO DA SOLIDÃO é um conjunto de poemas eruditos que abordam temas extremamente relevantes como: Amor, Vida, Morte, Dor, Medo e Solidão. Usando sempre um Linguajar rebuscado e um alto nível de cultura, permitindo ao leitor mergulhar profundamente nas águas deste oceano poético.
O autor descreve cada poema usando os mais vívidos e singelos sentimentos, expelidos do jardim de sua alma. Permita-se que seu coração seja eclodido pela ECLOSÃO DA SOLIDÃO!

Sobre o Autor:

ADOLFO AMAIR SILVINO BARBOSA nasceu no dia 16 de dezembro de 1992 na cidade de Timbaúba, mata norte do estado de Pernambuco, todavia se criou na cidade de Machados agreste setentrional também do estado de Pernambuco. Na sua adolescência se converteu ao evangelho e emergiu na política do seu município, gerando um grande desejo de obter conhecimento,  encontrou nos livros um passaporte para o êxito do sucesso. Após beber de fontes como Ferreira Gullar, Augusto dos Anjos, Ivan Junqueira e outros grandes poetas brasileiros, logo se identificou com o gênero e descobriu sua vocação. Formado em Radiologia no Instituto Maurício de Nassau - Unissau - Recife PE, resolveu ingressar nas trilhas da poesia e lançar seu primeiro livro "A Eclosão da Solidão".

Comentários

Escrever uma avaliação

A Eclosão da Solidão - Adolfo Amair

A Eclosão da Solidão - Adolfo Amair

A ECLOSÃO DA SOLIDÃO é um conjunto de poemas eruditos que abordam temas extremamente relevantes como: Amor, Vida, Morte, Dor, Medo e Solidão. Usando sempre um Linguajar rebuscado e um alto nível de cultura, permitindo ao leitor mergulhar profundamente nas águas deste oceano poético.
O autor descreve cada poema usando os mais vívidos e singelos sentimentos, expelidos do jardim de sua alma.